Home / Direito Eleitoral / DIREITO ELEITORAL 4ª parte
Ronaldo Costa - Direito Eleitoral

DIREITO ELEITORAL 4ª parte

Cidadania – Aspectos legais de uma campanha eleitoral

Votação mínima para candidatos em eleição proporcional

Nas últimas eleições municipais de 2016 tivemos a introdução da alteração introduzida pela reforma eleitoral de 2015 – Lei 13.165/2015 referente a  VOTAÇÃO MINIMA para candidatos eleitos por partido e ou coligações.

Pois somente estarão eleitos, entre os candidatos registrados por um partido ou coligação que tenham obtido votos em número igual ou superior a 10% (dez por cento) do quociente eleitoral, tantos quantos o respectivo quociente partidário indicar, na ordem da votação nominal que cada um tenha recebido. (Art. 108 – Lei nº 4.737/65)

Fato que veio a coibir que os chamados candidatos puxadores de votos, e com grande votação, acabam por eleger candidatos com votação pífia, mas que anteriormente nos termos da regra da votação proporcional eram considerados como eleitos, mas que não tinham a mínima representação do eleitoral de sua circunscrição eleitoral que passou a representar por meio do exercício do mandato eletivo.

Por outro lado, temos que destacar que os suplentes da representação partidária, serão assim considerados, mas sem a exigência de votação nominal mínima prevista pelo art. 108 do Código Eleitoral – alterado pela referida reforma eleitoral de 2015.

Até a próxima semana.

Ronaldo Costa
direitoeleitoral@prona.org.br

TARJA_ASSINATURA_ENTREVISTA_RONALDO-COSTA

Sobre PRONA

PRONA - Partido da Reedificação da Ordem Nacional

Leia também...

03

DR REY envia mensagem de agradecimento e amplia campanha rumo à homologação do PRONA.

DR REY agradece ao Presidente Nacional do PRONA-Marcelo Vivório, Presidentes Regionais, Coordenadores e Colaboradores, por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *